sábado, 14 de agosto de 2010

Vida que segue

É sempre assim
Eu quis
Mas por um tanto assim não consegui
Eu perdi
Mas tenho certeza que foi melhor
Experiência conquistada
Que só quem vive, sabe como se ganha
E eu, incapacitado de contar
Falo por palavras escritas
A poesia fala por si só
Eu cansei
E quero mais é deixar que tudo corra
Como tem que correr
Eu mereço
E sei que posso muito mais
Se a vida me der uma chance pra tentar
Mostrar que tudo pode ser belo
Quando se trata de pulsações nervosas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário