domingo, 3 de outubro de 2010

Verdade seja dita

Sopram os ventos
verdades à tona
de uma mente que trabalha
insana, querendo muito saber
redescobrir o que se quer

Uma mentira mental
psicose tônica alvoroçada
expressa teu desapego
nega teu aconchego

de tanto pensar
tanto querer...
hoje não se tem nada, nenhum pesar
nem se sabe se quer ter

malditos amores que vêm e vão
não se vê mais
aquela dura realidade
que se fantasia de solidão
sem a mínima dignidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário