segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Outros hábitos

Senti que era hora de mudar
é o prazer que vai embora
que me fez ter vontade
de buscar diferenças

rearrumei a casa
troquei os móveis de lugar
por mais mudado que o ambiente esteja
a sala continua sala
a cozinha, cozinha
e meu quarto o mesmo templo
de toda minha emoção
meu sentimento começa aqui
e termina longe, dentro da minha cabeça

agora eu quero ser mais que eu
sinto-me contente comigo mesmo
a perfeição da vida
me fez imperfeito
por meio de meus traços
meus passos azarados
mas mudando de hábitos
me mantenho vivendo

e o que eu quero mesmo é voltar
saber que o passado
por mais doído que foi
é minha história
e se um dia esquecer aquilo que fui
já não sirvo pra nada
esqueço o que sou
por não ter mais experiências

chegada a hora da mudança
me refaço
penso mais, falo menos
mas de poucas palavras serei
enquanto me faltarem argumentos
contra aqueles que teimam
teimam em que?
não sabem de nada
são todos clichês
clichês de uma vida inteira
que se passa igual a de todos ao redor

mudar pra melhor
pra ser diferente
se sou normal não tem graça
se sou comum sou apenas mais um
quero ser único
não quero sofrer
nem ficar triste
o que faço agora é pra sempre
parte da minha mente
muito mais sã do que era

a tranquilidade me deixa levar
a lugares que nunca visitei
dentro de mim, confesso, não conheço nada
mas me sentindo um buda de jardim
meu corpo me obedece

então não me venha mais com histórias
como se soubesse o que eu passei
mudei a rotina
prazeres são os mesmos
e não preciso de mais nada
pra que eu seja anormalmente feliz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário