terça-feira, 31 de maio de 2011

Sozinha

Tão cedo partiu
que envelhecer tornou-se solidão
não fosse aquele amor arranjado
de poucos prazeres
rabiscado em papel
tingido em lágrimas
eu estava só...

quem me vê no mercado
na porta do trabalho
no compasso da dança
percebe minha felicidade

e meu sono,
minha cama
já não escondo deles o meu pranto
minha felicidade é lenta
fraca...

reconstruirei meus pilares
reviverei meus melhores dias
pois longe de ti
envelhecer tornou-se difícil missão
acompanhada e sozinha

e viver inventando é mais uma prova
de que é impossível passar
toda a eternidade em total solidão

Nenhum comentário:

Postar um comentário