domingo, 12 de junho de 2011

Louco sorridente

Chama o patrão
pra ver o que que há
aquele louco descendo pelo corrimão
a assobiar!

sorrindo como ninguém
contente como ninguém...

deu pra ver a diferença
nos olhos do que feliz vivia
que estava sempre marcando presença
mandando beijos pra quem sequer retribuia

e onde estivesse o louco sorridente
lá estavam todos os outros cochichando
da saudade que tinham de sorrir andando
e desse novo jeito de levar a vida monótonamente

esse louco era eu...
não me façam querer parar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário